associação comercial e industrial de arcos de valdevez e ponte da barca

Quer ser um líder? 10 dicas para melhorar a sua comunicação

in Notícias Gerais
Criado em 18 setembro 2019

Algo que os grandes comunicadores têm em comum é uma apurada consciência da sua própria situação e do contexto em que se encontram. Além de serem bons ouvintes e astutos nas suas observações.

Para poder ser um grande comunicador e um líder vai ter de respeitar alguns princípios para falar com os outros sobre as suas ideias, de uma forma cativante.

Só assim, todos aqueles a quem é reconhecida uma boa capacidade comunicativa se tornaram grandes líderes mundiais na atualidade e do passado. De uma forma ou de outra, estes puseram em prática os seguintes 10 princípios que a revista Forbes elencou:

1- Tenha uma mente aberta

A rigidez de uma mente fechada é o fator mais limitador de novas oportunidades. Um líder fortalece as suas ideias quando procura de bom grado os que têm opiniões divergentes e posições opostas com o objetivo de as entender. As pessoas devem ser genuinamente curiosas e interessadas. Para melhor se compreender a si mesmo e às suas ideias convêm conhecer os opostos e as suas ideias, com vontade de as debater de mente aberta.

2- Saber ouvir é o início

Portanto, comece a dar mais tempo de antena aos outros, pois é a ouvir e tentar perceber os outros que decorre a forma de discurso mais importante numa conversa, em que se trocam ideias e estas são discutidas. Diferente, claro está, de ouvir o conteúdo de uma palestra ou monólogo, em que simplesmente se absorvem as ideias, em que não há tempo para o contraditório. O primeiro passo para se tornar um comunicador habilidoso é quando percebe que a sua mensagem pode ganhar mais força, se dedicar mais tempo a ouvir os outros.

3- Saber ler nas entrelinhas pode revelar-se importante

Qualquer grande líder tem de ser muito hábil na sua capacidade de ler o que não foi dito. Entender o que não é testemunhado pode ser um sinal de grande perspicácia, por isso, dar a palavra pode revelar-se uma escolha mais eficaz para uma comunicação com bons resultados, do que aumentar o volume da sua voz por cima dos outros. Atualmente, a pressa para comunicar o que está nas suas mentes é tanta, que é impossível perceberem tudo o que pode ser obtido das mentes dos outros.

4- Concentre-se nos outros

Os melhores comunicadores são hábeis em aprender e reunir informações enquanto comunicam, mas também são adeptos da transferência de ideias, do alinhamento de expectativas com quem os ouve, da divulgação da sua visão e pretendem inspirar as ações dos outros. Quando se conseguir focar em contribuir mais do que receber, terá atingido o objetivo deste ponto.

5- Substitua o ego pela empatia

Nesse sentido ser franco na sua comunicação, com empatia e carinho, e não ter a orgulhosa arrogância de um ego inflamado, pode ser um início auspicioso para melhorar a sua comunicação. Os que revelam empatia exibem um nível de autenticidade e transparência que não está presente nos que se escondem por trás de uma fachada cuidadosamente preparada. Este princípio da comunicação é o que ajuda a transformar a raiva em respeito e a dúvida em confiança.

6- Crie relações pessoais

Para que a sua mensagem seja eficaz e atinja o seu objetivo – que os outros a percebam da maneira que quer -, deixe de emitir comunicações meramente corporativas e procure o diálogo. Assim, uma comunicação pessoal e envolvente a conversa, pode ser a mais persuasiva. Se desenvolver relacionamentos significativos com as pessoas, pode saber o que realmente passa pela mente dos outros, em vez de ficar a saber uma versão “editada” da verdade, que pode nem o ser.

7- Evite discursos ambíguos

Se as pessoas acreditam que o seu líder é digno da sua confiança, elas investem tempo e assumem riscos pela causa que este defende. No caso oposto, em que o líder prima por ter falta de integridade, estes vão evitar falar com ele e, menos ainda, apoiar as suas opiniões. Quando existe confiança, as pessoas tendem a perdoar alguns erros que em situação de desconfiança seriam alvo de maior pressão sobre o líder.

8- Seja específico

No seguimento do ponto anterior, para evitar um discurso que pode ter várias interpretações, o melhor é praticar uma comunicação com clareza, em que se revela como uma pessoa simples e concisa, logo, menos complicado e confuso. Como o tempo nunca teve um valor tão alto como atualmente, as mensagens dos líderes têm de ser sucintas, para chegar de forma rápida e em condições aos seus destinatários. A sua comunicação tem de ser breve e clara para que as pessoas mantenham o interesse e o entendam. Elimine as informações supérfluas ou que não sejam preponderantes para que os outros compreendam a mensagem que pretende transmitir.

9- Quando comunica, saiba o que vai dizer

Se não possui experiência no assunto, poucas pessoas lhe reconhecerão autoridade para falar sobre esse tema ou sequer lhe prestarão atenção. Os bons comunicadores lidam com “o que” e o “como” das suas mensagens, de modo a não caírem no papel de pessoas que dão preferência à forma sobre a substância.

10- Fale com várias pessoas como se fosse um indivíduo apenas

Saber como trabalhar uma sala cheia de pessoas e estabelecer credibilidade e confiança são chaves para interações bem-sucedidas. Os líderes nem sempre têm o luxo de falar com indivíduos num ambiente íntimo. Os grandes comunicadores podem adaptar uma mensagem para que eles possam falar com 10 ou 10 mil pessoas e fazê-los sentir como se estivessem falando diretamente com cada um deles.

Além destes princípios, é importante, também, que esteja preparado para mudar a mensagem, caso seja necessário. Outro componente da estratégia de comunicação que raramente é discutido é como evitar que uma mensagem não se adapte ao público e o que fazer quando isso acontece. Se a sua experiência, empatia ou clareza não têm o efeito desejado, pode precisar de ser capaz de fazer um impacto, mudando as coisas na hora. Chama-se estar preparado até para os imprevistos e, para isso, desenvolver um plano de contingência.

Fonte: foreveryoung.sapo.pt, 7/8/19