associação comercial e industrial de arcos de valdevez e ponte da barca

Formação de formadores: tudo o que precisa de saber sobre CCP

in Formações
Création : 09 août 2019

A formação de formadores destina-se a profissionais de todas as áreas de atividade. Saiba mais sobre o CCP - Certificado de Competências Pedagógicas.

Todos os profissionais, independentemente da área de atuação, podem em algum momento das suas carreiras pretender transmitir o que sabem a outras pessoas, sejam estas também profissionais ou não. É para prepará-los para dar formação que existem os cursos de formação de formadores.

O Certificado de Competências Pedagógicas, antigo CAP (Certificado de Aptidão Pedagógica), é um documento que atesta que determinado profissional detém as competências necessárias ao exercício de uma profissão pedagógica de formador, por referência a um descritivo de atividades indexado no âmbito do Sistema Nacional de Certificação Profissional (SNCP). O CCP está isento de renovação uma vez que é vitalício.

As vantagens de ter o CCP são inúmeras: desde logo, o profissional fica habilitado legalmente para exercer atividades de formação e pedagógicas, o que pode constituir uma carreira profissional a tempo inteiro ou um complemento à atividade profissional principal. Por outro lado, os cursos de formação de formadores permitem desenvolver e/ou reforçar competências essenciais a quem se quer dedicar a ensinar os outros.

A QUE SE DEVE A MUDANÇA DE DESIGNAÇÃO: DE CAP PARA CCP?

Desde maio de 2011 que se encontra descrito em Diário da República, Portaria nº 214/2011, a alteração da designação dos profissionais de formação e de um enquadramento legal à atividade do formador no âmbito do SNQ – Sistema Nacional de Qualificações.

A entrada em vigor de nova legislação relativa ao regime da formação e certificação de competências pedagógicas dos formadores traz algumas alterações que merecem a atenção dos formadores certificados.

Os objetivos destas alterações passam pelo reforço da qualidade da formação profissional, através da valorização da certificação da aptidão pedagógica do formador, pelo estabelecimento da obrigatoriedade da formação pedagógica inicial para o acesso à atividade de formador, garantindo uma intervenção qualificada neste domínio, e pela promoção da formação contínua dos formadores, salientando a necessidade da sua atualização permanente.

Nesse sentido, a principal modificação produzida pela norma está relacionada com a transição do CAP (Certificado de Aptidão Profissional) para o CCP (Certificado de Competências Pedagógicas).

EU FIZ FORMAÇÃO DE FORMADORES PARA OBTER O CAP. PASSO AUTOMATICAMENTE A TER O CCP?

Todos os CAP de formador emitidos ao abrigo do anterior regime de certificação, mantiveram-se válidos, produzindo os mesmos efeitos que o CCP, de acordo com o nº 2 do artigo 13º da Portaria n.º 214/2011, de 30 de maio.

Todos os CAP, cujos titulares acederam à Plataforma NETFORCE e procederam ao preenchimento dos dados, foram automaticamente convertidos em CCP e encontram-se disponíveis no portal.

Todos os restantes CAP ficaram sem efeito.

COMO OBTER A CERTIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIAS PEDAGÓGICAS?

De acordo com os requisitos definidos pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional – IEFP, I.P. -, os indivíduos poderão ter acesso ao CCP se frequentarem, com aproveitamento, um curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores, com uma duração mínima de 90 horas, ou, se possuírem um título emitido pela União Europeia ou noutro país, que os habilitem ao exercício de formadores (mas apenas em caso de acordos de reciprocidade).

Para obter o CCP, é necessário que os candidatos reúnam as seguintes condições:

  • Ter, pelo menos, o 9º ano de escolaridade, frequentar e concluir com aproveitamento um Curso de Formação Pedagógica Inicial de Formadores (em regra, com a duração mínima de 90 horas), para lecionar os módulos de caráter mais operativo; ou então possuir uma qualificação de nível superior, ou seja, habilitação para a docência, a fim de lecionar os módulos nas componentes de formação de base, sociocultural e científica;
  • Dominar uma série de competências, pessoais e sociais, relacionadas com a atividade de formador: competências de comunicação, facilidade em trabalhar em equipa; capacidade de adaptação ao público-alvo; espírito de iniciativa e flexibilidade; criatividade para a conceção de materiais pedagógicos; autonomia; capacidade para cumprir os objetivos gerais de cada formação; competências de monitorização e avaliação dos programas de formação, entre outras competências revelantes.

O antigo CAP tinha a validade de 5 anos, sendo obrigatória a sua renovação. O atual CCP – Certificado de Competências Pedagógicas – não requer validação.

QUAIS OS ENCARGOS ASSOCIADOS À EMISSÃO DO CCP?

A partir de 30 de maio de 2011 (inclusive) entrou em vigor o pagamento de encargos procedimentais associados ao CCP no valor de €50 para quem adquire o CCP pela via da formação ou da equivalência de títulos.

Se a obtenção do CCP for efetuada pela via do Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (via da experiência) o valor previsto é de €100. Contudo, neste momento, ainda não é possível aceder ao CCP pela via da experiência.

QUAIS OS CURSOS DE FORMAÇÃO DE FORMADORES QUE POSSO FREQUENTAR?

A oferta de cursos de formação de formadores é vasta, e os cursos podem ser lecionados em diferentes modalidades: presencialmente ou em e-learning. A duração destes cursos é de 90 horas ou mais, e a extensão do curso depende de quão intensivamente é dado o programa. Quanto a preços, também variam, na sua maioria entre os 100€ e os 300€.

Fonte: e-konomista.pt, 9/8/2019