Imprimir

Portugal 2020 tem novo site… com ajuda dos fundos comunitários

in Projetos
Criado em 19 junho 2019

Portal do Portugal2020 tem um menu mais intuitivo, procurando responder às dúvidas de quem procura informação sobre fundos comunitários.

Mais cativante e jovial. Mais pragmático e intuitivo. Portugal2020 tem um novo site que oferece mais funcionalidades para os utilizadores. O site original estava online desde o início deste quadro comunitário “com os recursos possíveis”, por isso havia necessidade de melhorar os canais e os serviços prestados.

“O site Portugal2020 foi colocado online com os recursos na altura possíveis e que envolveram em grande parte, equipas internas. O objetivo era dar resposta rápida às necessidades de informação dos utilizadores, numa altura em que dávamos início no terreno à operacionalização do Portugal2020″, explica ao ECO fonte oficial da Agência para o Desenvolvimento e Coesão (AD&C). “Ambicionávamos tornar este suporte sempre mais apelativo e a criação de uma ferramenta que facilitasse a procura de informação sobre apoios por parte dos utilizadores e outra que facilitasse a pesquisa de legislação na área dos fundos da União Europeia”, acrescenta a mesma fonte.

O portal, logo na homepage, apresenta frases mais apelativas — “Aposte nas suas ideias”; “Apoiamos o seu investimento” — e um menu mais intuitivo e que procura responder às dúvidas de quem procura informação sobre fundos comunitários. A ideia era criar “uma ferramenta que facilitasse a procura de informação sobre apoios por parte dos utilizadores e outra que facilitasse a pesquisa de legislação na área dos fundos da União Europeia”, explica a mesma fonte.

 

Mas as mudanças não se cingiram ao portal do Portugal2020. Foi também criado de raiz o site institucional da AD&C, que ainda era provisório, uma intranet, o micrositePOAT2020 (o Programa Operacional de Assistência Técnica que não tinha site) e ainda o backoffice para administração de todos estes sites. O projeto como um todo custou 74,95 mil euros (mais IVA) e contou com um apoio de 82% dos próprios fundos comunitários destinados à assistência técnica do Portugal2020.

Fonte: eco.sapo.pt, 19/06/2019